POR QUE DESTE SITE?

          Dentre muitas contribuições deste site, elenco aqui pelo menos cinco que você verá na leitura; são:

 

1. A carta de Caminha pode ser amplamente provada hoje através da cartografia, das cartas náuticas e medições de profundidade do mar;

2. Os dados da carta (pouco pesquisados até hoje) confirmam a chegada de Cabral, não na costa potiguar como tem afirmado nas últimas décadas o pesquisador Lenine Pinto, mas na costa baiana;

3. Caraíva (BA) como proto lugar da frota de Cabral. Tirando a dúvida do primeiro lugar de contato em terras baianas, até hoje paira a dúvida injustificada ;

4. O marco do Descobrimento que está em Porto Seguro é de 1500, chantado por Cabral e não de 1503 ou 1535;

5. Dentre outras questões que envolvem novas teses sobre datas, nomes e lugares ainda não pesquisados.

         A ideia ao escrever este trabalho era inicialmente fazer um artigo para a imprensa, depois por está maior que um artigo, uma matéria, mas como seria grande o conteúdo para uma matéria resolvi fazer um livro digital, apesar de ser pequeno para o tamanho de um livro.

       Ao apresentarmos esta pesquisa para a imprensa vimos que seria oportuno disponibilizar em conjunto à pesquisa, um sítio eletrônico (site), vídeos, mapas e este pequeno livro em PDF que poderá ser impresso, além de lido digitalmente.

       A ideia primeira no site, não foi vender o livreto digital; tanto que o conteúdo também pode ser visto no endereço www.brasil1500.com/aonde-cabral-desembarcou, entretanto, para os que quiserem ter o conteúdo de forma mais organizada e poder imprimí-lo no formato de livro, foi criado este livreto digital. Portanto, recomendamos aos que adiquirirem o livro digital imprimí-lo.

       Pelo tamanho, é evidente que este livreto não quer trazer aqui uma pesquisa acurada sobre o descobrimento do Brasil, entretanto, sobre a carta de Caminha trazemos sim um estudo importante e empírico para as futuras gerações.

       Sobre o pesquisador Lenine Pinto que gerou toda esta celeuma, peço desculpa por não puder concordar com o mesmo que o achamento da terra de Vera Cruz seja no Rio Grande do Norte, embora penso que suas dúvidas geraram muitas certezas sobre o descobrimento do Brasil através deste livreto.

       Como potiguar, gostaria que Lenine Pinto estivesse certo. Este assunto só é mais discutido nesta forma (de dúvida) no Rio Grande do Norte, por causa de Lenine Pinto. Entretanto, até hoje os baianos e brasileiros pouco sabem sobre o empirismo da carta de Caminha, ou seja, como pode ser demonstrada matematicamente pela cartografia e cartas náuticas, bem como não sabem ainda sobre o verdadeiro lugar de contato inicial pela frota portuguesa, ou seja, Caraíva (distrito de Porto Seguro, BA) e do rio de mesmo nome.